Que idade tem o meu filho?

sábado, 9 de maio de 2009

Conversa com o Amor


CONVERSA COM O AMOR

Um dia encontrei-me com o amor
Estivemos a conversar por longas horas...
Perguntei-lhe qual o significado do seu nome
Ele disse-me:
Não tenho definição, quem quer saber quem eu sou, AME
Pois só quem ama sabe quais são as minhas sensações,
Mas mesmo assim não saberá descrever-me.
Perguntei o motivo da sua existência
Calmamente ele respondeu:
Para tornar as pessoas e o mundo mais belos,
Unir os corações e fazer com que as pessoas tenham um motivo para viverem...
Perguntei também de onde ele veio
Ele disse que veio do céu, das estrelas, da lua,
Do mar, do oceano, da chuva, dos rios, do vento, do furacão,
Das montanhas, dos vales, da rosa, do lírio,
Do frio, do calor, da primavera, do outono,
Do inverno, do verão,
Da lágrima, da dor, do sorriso e daquilo que não se define e não tem fim.
Perguntei porque é que às vezes as pessoas sofrem por amor
Triste, ele disse-me que muitas pessoas não sabem amar
Não têm confiança, brincam com os sentimentos
E não sabem lidar com ele.
Disse-me também que a sua essência é a confiança mútua,
Que um grande amor para acontecer só depende de nós,
Mas devemos ter paciência e sabedoria para lidarmos com ele,
Pois o amor é algo inexplicável que não se entende: vive-se.
Não se compra, porque ele está dentro de nós, dos nossos corações.
É preciso fazer uma viagem ao nosso interior para nos encontrarmos com ele.
Nessa conversa com o amor aprendi que é preciso amar para depois ser amado...
É preciso sofrer para não magoar as pessoas.
O amor não é fácil de ser vivido, mas se quisermos teremos um verdadeiro amor.
O amor pediu-me para dizer para quantas pessoas eu pudesse...
Que amar é viver, é sorrir e sonhar,
Por isso amem, amem sem medo de sofrer.
Amem sem medo de ser felizes!!!
Pois na vida tudo passa... principalmente o tempo...
E um dia poderão olhar para trás e chorar por não ter tido um grande amor,
Não ter lutado ou feito uma loucura por alguém,
Ou poderão sorrir de felicidade por ter um grande e eterno amor
Mesmo que não esteja mais do vosso lado,
Mas que um dia vos fez feliz e vocês também o fizeram.



Queridos Amigos,

Ao verem o verdadeiro amor dentro de vocês mesmos, conseguirão mais facilmente ver o amor das mais variadas formas, até nas coisas mais pequenas e simples...

E é tão bom Amar!!

Viver a vida com os olhos cheios de Amor é ainda mais delicioso!

Tudo à nossa volta é envolvido numa harmonia encantadora...
Acreditem e pensem nisto, porque vale a pena viver assim!

Desde que comecei a viver assim a Vida, ela se transformou para mim, num maravilhoso sorriso!

Bom fim-de-semana e excelente semana com muito carinho, Amor, paz e alegria nos vossos corações.

Beijinhos carinhosos e abraço meiguinho.

Pipinha

7 comentários:

Pjsoueu disse...

Pipinha...

Querida amiga, gostei imenso deste texto demonstra o quanto esse teu coração ama, mesmo nos mais ínfimos pormenores - as pequenas coisas.

O amor nas variadas vertentes, está apelando para que as pessoas amem..vivam a vida......

Adorei o seu texto

Beijinhos e um excelente fim de semana com quem tanto ama:)

Pj

Angel of Light disse...

Beijinhos, beijinhos carregadinhos de Amor, daquele que habita dentro de nós, daquele que É a nossa essência.

Fica em Paz!

SAM disse...

Pipinha querida! Que lindo texto e dizeres teus. Viva o amor!


Linda semana querida amiga. Beijos com carinho

Ailime disse...

Doce Pipinha!
Quanto amor existe no seu maravilhoso ser!
Sim, o amor é isso tudo, um doar constante!
Amor é também sofrer, mas se tudo o que fizermos for com amor e por amor, vale a pena arriscar para ser feliz e fazer felizes os que nos rodeiam.
Um beijinho terno para si e outro para o seu filhote.

Nilson Barcelli disse...

O texto é muito bonito.
Quando se pensa que já tudo foi dito sobre o amor, eis que surje mais um ponto de vista interessante.
Continua a viver assim a vida, num maravilhoso sorriso...
Querida amiga, tem um óptimo resto de semana.
Beijo.

Maria Clarinda disse...

Lindo o teu post,Pipinha!
Adorei, Jinhos muittttttoooos!

Maria Soledade disse...

Olá minha Kida Pipinha:Então a nina obriga-me a ler duas vezes este texto?!Krida, tens publicado muita coisa linda, mas este texto deixou-me sem fôlego.MUITÍSSIMO bem escrito.De uma forma deliciosa e MUITO VERDADEIRA conseguiste definir o AMOR...Esse "Amor" que eu não sei o que é porque só o dei e nunca o senti.Vale-me aproveitar o verbo amar de uma outra maneira. Dando de outra forma o amor que, um dia foi, acho que estúpidamente rejeitado.Mas como amor é coisa que tenho de sobra vivo-o nas mais pequeninas coisas.Pequenas coisas que a muitos passam despercebidas e que eu aproveito para distribuir...

Em relação ao "Amor", hoje, olho para trás e vejo que o tempo passou...a correr...sem que eu nada tivesse feito para o agarrar...ao tempo, a uma nova possibilidade de amar...enfim, agora, já passou...apenas fica o meu amor por tudo, por todos...

Parabéns Krida Muito Bom/Nota 20

**Sabes que eu deixei-me "abater"um pouco(creio que anteontem),porque perdi 27 dos meus trabalhos apenas com um clique estúpido.Paciência...não perdi ninguém que amava, apenas...trabalhos...

Beijinhos Gandes pati e todos os que AMAS